A Legião urbana surgiu de uma briga você sabia?


A Legião Urbana surgiu em 1982 em Brasília. O momento era de efervescência social e política no Brasil. Os últimos suspiros de uma ditadura militar de duas décadas e os primeiros ventos da redemocratização alimentaram novos movimentos artísticos na música, cinema, teatro, artes plásticas e literatura, entre outras áreas. Na canção jovem, isso provocou o surgimento de grupos e artistas influenciados pelo pop-rock que se fazia no Reino Unido e nos Estados Unidos na época. Entre as dezenas de novas bandas que compuseram o rock brasileiro dos anos 80 estava a Legião Urbana.

O grupo foi fundado por Renato Russo, após sua saída do Aborto Elétrico, banda seminal do rock brasiliense - de onde vieram também integrantes do Capital Inicial, outro expoente da geração dos anos 80. Após várias mudanças de integrantes, a Legião Urbana alcança sua formação clássica em 1984, com Renato Russo nos vocais, Dado Villa-Lobos na guitarra,Marcelo Bonfá na bateria e Renato Rocha (Negrete) no baixo.
O primeiro álbum "Legião Urbana" foi lançado em janeiro de 1985. Nele estavam presentes grandes sucessos do grupo que se tornariam clássicos do pop brasileiro, como "Geração Coca-Cola", "Será", "Teorema" e "Por Enquanto". A influência do punk e do pós-punk britânicos está muito clara na sonoridade e nas letras deste álbum, que traz um tom de revolta e agressividade, em relação a questões sociais, políticas e comportamentais.
Naquele momento, o Brasil vivia o ocaso do regime militar e estava às vésperas da posse do primeiro Presidente da República civil após quase vinte anos, ainda que eleito indiretamente pelo Congresso Nacional. Era o ano também do primeiro Rock in Rio, festival que trouxe ao país nomes do primeiro time do rock internacional, que se juntaram aos novos nomes do pop-rock nacional para dez dias de megashows em área especialmente construída no bairro de Jacarepaguá (RJ). Até então, os grupos e artistas dopop brasileiro dos anos 80 conquistavam o público em shows feitos em danceterias e espaços alternativos de São Paulo e Rio, como o Radar TanTan, Madame Satã, Circo Voador e o Rose Bom-Bom, entre outros.  
No ano seguinte, o álbum "Dois" repete a dose, recheado de canções que além do sucesso imediato também se tornariam clássicos, como "Eduardo e Mônica", "Tempo Perdido", "Índios", "Quase Sem Querer","Daniel na Cova dos Leões" e "Música Urbana 2". O álbum também evidencia a sensibilidade de Renato Russo como letrista para os temas românticos. Além disso, "Eduardo e Mônica" rompe com os paradigmas do pop-rock nacional ao introduzir uma longa narrativa sobre um casal de jovens namorados e ao praticamente não usar refrão. Esse segundo álbum recheado de sucessos confirmou a banda como uma das melhores de sua geração. Uma geração composta por grupos e artistas que mudaram a cara da música jovem no país, como Titãs, Paralamas do Sucesso, Lulu Santos, Ira!, Capital Inicial, Barão Vermelho e Blitz, entre outros.  
O terceiro álbum "Que País é Este", lançado em 1987, e sob pressão da gravadora em função dos sucessos dos anteriores, pode ser considerado uma coletânea, já que a maior parte das canções são regravações de músicas compostas por Russo na época do Aborto Elétrico ou antes do surgimento da Legião. Entre elas, novos sucessos como "Eu Sei", "Que País é Este", "Tédio", "Química" e "Faroeste Caboclo". As únicas composições inéditas feitas pela banda para o álbum foram "Angra dos Reis" e "Mais do Mesmo". Neste álbum, a veia de narrativa poética inovadora de Russo volta a aparecer com "Faroeste Caboclo", que canta a saga de um migrante que foi parar em Brasília, com uma letra carregada de crítica social. A canção, com seus 159 versos que não se repetem, o consagra como um Bob Dylan brasileiro.  
Em 1989, após a saída do baixista Renato Rocha, a banda lança seu quarto disco: "As Quatro Estações". Foi o álbum de maior vendagem da Legião. Canções como "Há Tempos", "Pais e Filhos", "Meninos e Meninas", "Quando o Sol Bater na Janela do Seu Quarto", "Monte Castelo" e "Feedback Song for a Dying Friend" fizeram com que o disco alcançasse mais de 1,7 milhões de cópias vendidas.

Em 1991, quando Renato Russo já sabia que era soropositivo, a banda lança "V", cujo maior sucesso é "Teatro dos Vampiros". No ano seguinte o grupo realiza um show para a série Acústico MTV, que somente seria lançado como CD em 1999. A banda ainda lançaria mais dois álbuns antes da morte de Renato: "Descobrimento do Brasil", em 1993, e "A Tempestade", em 1996. Um álbum póstumo, "Uma Outra Estação", foi lançado em 1997, com as canções gravadas mas não lançadas em "A Tempestade".
O grupo teve também mais dois discos ao vivo, "Como é que se diz eu te amo", gravado em 1994 e lançado em 2001, e "As Quatro Estações ao vivo", gravado em 1990 e lançado em 2004, e mais duas coletâneas "Música para Acampamentos" (1992) e "Mais do Mesmo" (1998).

E ai galera beleza? espero que vocês tenham gostado do post. no próximo post iremos falar sobre o o tributo a Legião Urbana realizado pela MTV.
Ah e não se esqueçam de comentar e de seguir o blog e é claro de se cadastrar no Lomadee e ajude a banda a manter o blog






Um comentário:

  1. gostei muito da postagem parabens essa banda ainda e uma das melhores

    ResponderExcluir