O mistério do A113 nos filmes da Pixar

O mistério do A113 nos filmes da Pixar

Buscar por mensagens subliminares em vídeos ou filmes passou a ser um esporte de alguns hoje em dia. Os desenhos da Disney são para eles a verdadeira mina de teorias ocultas

Já há algum tempo os desenhos da Diney e Pixar vem exibindo um número em suas animações, um tanto quanto curioso. Não importa qual seja o filme sempre eles dão um jeito de exibir esse número. Em algumas vezes disfarçado, em outras de forma explícita, não importa, esse número sempre é exibido. Basta você ter olhos de caçador de pedras preciosas para identificá-los nos filmes da Disney e Pixar. Só para você ter uma ideia como esse número é utilizado nos filmes, ele já foi encontrado em 45 produções. Em alguns outros casos eles já foram encontrados em games também.

O mistério do A113 nos filmes da Pixar

Segundo informações das equipes envolvidas na produção dos filmes, o número A113 é o número da sla de aula do Institulo de Artes da Califórnia (CalArts). Antiga escola fundada por Walt Disney e seu irmão Roy em 1961. Essa escola segundo relato dos mesmos, foi o local onde os primeiros de estúdios famosos se formaram.

Um bom exemplo de frequentadores dessa escola foi o John Lasseter, diretor criativo da companhia.

Bradi Bird foi o primeiro a adicionar o número em uma produção como "Os Incríveis" e "Ratatoille". Tim Burton também consta dessa seleta listagem de alunos que frequentou a escola e que foi vencedor do Oscar de 2014.

O mistério do A113 nos filmes da Pixar

O número passou a ser uma homenagem sutil a todos artistas que passaram por lá. Não deixa de ser uma reverência a todos àqueles que dividiram uma sala cerca de sonhos e que mais tarde iria servir com afago a esses gênios do cinema. E como uma chancela que confirma que por ali passaram grandes artistas formados pela escola dos irmãos Disney.

Hoje a sala é nada mais nada menos que um estúdio de Design Gráfico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário